PRINCIPAIS VANTAGENS

CT-e

Empresas que possuem frotas para transporte de cargas devem utilizar o CT-e (modelo 57) em substituição ao conhecimento de transporte rodoviário (modelo 8), aquaviário (modelo 9), aéreo (modelo 10), ferroviário (modelo 11), Nota Fiscal de Serviço de Transporte Ferroviário de Cargas (modelo 27) e Nota Fiscal de Serviço de Transporte (modelo 7), quando utilizada em transporte de cargas.

Destinado para as operações de Nota Fiscal e Controle de Transporte Eletrônico, utilizados pelos sistemas de emissão de CT-e disponíveis no mercado.


> Documentar o serviço de cargas.

> Gerar arquivo com as informações fiscais.

> Controlar a operação do Operador/Faturista para que não execute opções inválidas.

> Manter uma cópia eletrônica com validade jurídica.

> Reduzir custos de impressão e armazenagem do documento fiscal.